Já viram como é uma prótese de silicone por dentro?

Por fora, como todos vocês já sabem, a prótese pode ser texturizada ou revestida de espuma de poliuretano ( as minhas preferidas – melhor aderência ao tecido da mama c/ menor queda e menor taxa de contratura capsular). Por dentro, elas são preenchidas por um gel de silicone.

A consistência do gel é o que confere a maciez e o formato da prótese. Cada marca produz um gel com uma determinada característica. Algumas produzem um gel mais líquido, outras um gel mais consistente. A escolha de uma ou outra normalmente é feita pela experiência e preferência do cirurgião. Eu , pessoamente, prefiro os mais coesivos, pois esses proporcionam um toque mais parecido com o tecido mamário normal, além de oferecerem mais formatos (cônicos, redondos e gota) e projeções de próteses ( baixo, médio, alto e extra-alto). O rippling (ondulações) ocorre mais em próteses com gel menos coesivo. (Atenção: não é só o tipo de gel que irá determinar se a mama terá mais ou menos ondulações visíveis!! O tipo de mama, com pouco ou mais tecido é um dos fatores determinantes, assim como a localização da prótese: subglandular, subfascial e submuscular)

Em caso de rompimento dessas próteses, o formato costuma se manter, pois o mesmo tem uma memória e não se espalha. Em casos assim, a garantia do produto é vitalícia.

Como é uma prótese de silicone por dentro?07