Cirurgia para a troca da prótese de silicone nos seios

Dr. Moises De Melo em uma cirurgia para a troca da prótese de silicone nos seios

A minha paciente de ontem foi uma mulher, psicóloga, de 38 anos, mãe de dois filhos. Ela já tinha uma prótese de 255ml, colocada há 15 anos atrás. A prótese não apresentava nenhum problema. Com 1,67m, 64kg, cintura de 72cm e quadril de 100cm, desejava mais que os seus 88cm de busto… muito mais!!! Redonda ,alta e com 435ml? Não, ela não queria ,apesar de eu ter insistido e explicado os riscos de uma prótese maior. Então fomos a cirurgia.

A cirurgia para a troca da prótese de silicone foi realizada sob anestesia local + sedação e durou 1h 20min. A prótese nova foi colocada pela mesma incisão (“corte”) prévia, após a retirada da prótese antiga.Testei o medidor de 435ml e tinha ficado muito bom, mas…ela não ficaria satisfeita…acabamos por colocar a prótese 495ml. Exagero? Não, não me pareceu. A nova medida do busto da paciente foi para 95cm.

 Dúvidas mais comuns sobre a cirurgia de prótese de silicone

Tem como testar antes o tamanho que vou usar?

Sim, é possível. Embora não seja um teste 100% fidedigno. A paciente poderá ter uma noção do tamanho final dos seios durante a consulta médica.

A prótese de silicone pode atrapalhar a amamentação?

Achar que não vai amamentar é um mito. As próteses de silicone por si só não interferem na amamentação. Outras causas podem dificultar a amamentação ( a mastite, fissuras, dor, alt. psicológicas, etc.) e isso ser imputado as próteses. Entretanto, respeito alguns parâmetros para diminuir as chances de ocorrer uma interferência na amamentação , devido a cirurgia de aumento de seios. Tenho preferência pela técnica que não invade as glândulas mamárias, fazendo a incisão na parte inferior da mama (sulco mamário) e sempre pondo uma prótese proporcional ao corpo da mulher, pois uma prótese muito grande pode sim comprimir o tecido mamário e interferir na amamentação.