Prótese de Silicone

mamoplastia de aumento

A cirurgia de mamoplastia de aumento com prótese de silicone é uma das cirurgias plásticas mais procuradas atualmente. Consiste no aumento de volume e definição da forma das mamas através da inclusão de próteses de silicone.

 

 

 

 

mamoplastia-de-aumento-2Hoje, há no mercado diversos modelos de próteses mamárias, sendo as mais usadas:

-as  esféricas ou redondas, talvez sejam as mais usadas atualmente;( modelos de 1 à 4,  com diferentes projeções: baixa,  média,  alta e extra-alta).

-as anatômicas (de formato mais “natural”), muito usadas em reconstrução de mama; (modelo  número 5).

– as cônicas, que resultam em um contorno mais tênue, porém com maior projeção das mamas; ( modelo número 6).

 

Formato da mama após uso da prótese:

mamoplastia-de-aumento-3

 

A anestesia usada pode variar desde anestesia local com sedação, bloqueios até o uso de anestesia geral, dependendo do tipo de cirurgia escolhida, perfil do paciente, entre outras características.

Os locais de incisão- que resultarão na posição das cicatrizes finais- mais utilizados são: periareolar ( na borda da aréola, geralmente atingindo apenas a porção inferior), inframamária ( pequena incisão localizada na localização do sulco natural abaixo das mamas) e axilar.

 

mamoplastia-de-aumento-4

Os locais mais comuns de inclusão das próteses são: o espaço entre o músculo peitoral e as mamas (chamado “subglandular”) e atrás do músculo peitoral (“submuscular”). A escolha depende de características individuais da paciente (por exemplo, em pacientes com magreza importante pode ser indicada a posição submuscular) ou a própria preferência da paciente.

mamoplastia-de-aumento-5

O tamanho da prótese depende de características como a estrutura anatômica (como o tamanho do tórax) da paciente, desejo da mesma, elasticidade da pele e presença ou não de ptose (“queda”) das mamas.

O tamanho da prótese depende de características como a estrutura anatômica (como o tamanho do tórax) da paciente, desejo da mesma, elasticidade da pele e presença ou não de ptose (“queda”) das mamas.

É uma cirurgia que comumente traz resultados estéticos relativamente rápidos e a recuperação, geralmente precoce.

Dúvidas Frequentes:

1) O aspecto final de mamas maiores fará parecer mais gorda?

Normalmente não. O tamanho máximo da prótese é discutido com a paciente, sendo escolhida uma prótese de tamanho adequado. O aspecto de aumento dos seios em uma proporção não exorbitante ao tórax não causa a impressão de aumento de peso global.

2) As próteses são seguras?

Até o momento, segundo a ANVISA e a SBCP, não há comprovação de aumento de risco de doenças ou riscos maiores associadas às próteses de silicone, desde que estas estejam em comprovação com os padrões estabelecidos (com selo da ANVISA, e a partir de 2012, também do INMETRO).

3) Poderei amamentar após a cirurgia?

Na maioria das vezes a cirurgia não causa problemas quanto à amamentação, principalmente no caso das incisões fora da aréola e sem violar a glândula mamária ( inframamária ou axilar).

4) Quanto tempo devo esperar após ter tido uma gravidez para poder fazer a cirurgia?

É prudente que se aguarde um intervalo até a realização de qualquer cirurgia estética após uma gravidez. Deve haver cessado o período de amamentação, e além disso, um período variável de tempo é necessário para que a fisiologia normal do organismo retorne após as alterações ocorridas na gravidez, o que pode durar até 12 meses.

5) Terei alguma restrição por possuir prótese de silicone?

As próteses regulamentadas pela ANVISA passam por um criterioso controle de qualidade, o que evita que se rompam ou degradem com facilidade. Habitualmente, aguarda-se um período variável de dias a algumas semanas (dependendo da cirurgia realizada) para o retorno completo das atividades, porém após toda a cicatrização ter se completado, a vida é retomada normalmente.

6) Precisarei trocar as prótese futuramente?

As próteses modernas possuem garantia de fabricante por 10 anos e devem ser acompanhadas através de exames complementares (como ressonância nuclear magnética). Porém, não apresentando rupturas ou outros problemas, não há indicação para a troca das mesmas na atualidade.

7) COMO FICARÃO MINHAS NOVAS MAMAS, EM RELAÇÃO AO TAMANHO E CONSISTÊNCIA?

As mamas terão seu volume aumentado através da cirurgia, melhorando sua consistência e forma com a intervenção cirúrgica. Assim é que, neste caso, pode-se escolher o novo volume, pois dispõe-se de vários tamanhos de próteses de silicone a serem introduzidas. Deverá existir uma harmonia entre o volume das mamas e o tamanho do tórax, característica esta que deve ser preservada no planejamento da cirurgia. Deverão ser mantidas as proporções entre o volume da nova mama e o tamanho do tórax de cada paciente, a fim de se obter uma maior harmonia estética

 

Fonte: SBCP; Adaptação: Dr. Moises De Melo